quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Às 6 da manhã

Estava eu tendo um sonho muito bonito com a pessoa que mais me dá saudades na vida.. ao que acordo com um som extremamente alto nos ouvidos. Eu sabia o horário, afinal eu programei a música pra tocar àquele momento. Pena ter interrompido um bom sonho que há tempos eu não tinha ou lembrava que tinha, e no final me fez passar mais tantos minutos a pensar nas mazelas da vida.

Ela passou a noite doente, após dias de folia carnavalesca. Sabe exatamente o que estava fazendo nesse horário: tossindo. Nesse momento ela olhou no relógio, sabendo que o dia estava começando, e talvez não fosse dos bons. "Dá saudade da mãe nessas horas"...

Ele estava com insônia, preocupado com a entrega do projeto, não dormiu bem à noite e resolveu ir mais cedo (às 6) para onde todos se encontrariam.

3 histórias absolutamente ordinárias, de pessoas completamente diferentes. Histórias que se mesmo insignificantes e corriqueiras ajudaram a fazer deste um dia único para nós, para o mundo. Somos nós, as pessoas simples, que ajudamos a construir o dia e mesmo que a ninguém interesse nossos pensamentos íntimos, nossas atitudes, cada segundo do dia é composto por milhões de seres que, unidos sem saber, fazem uma nova história do novo dia.

É engraçado pensar no que todas as pessoas que eu conheço estavam fazendo no mesmo momento que eu estava pensando ou fazendo algo. Bom saber que tudo se encontra em algum momento. É como sentir que eu faço parte de algo grandioso, e posso ajudar a construir o dia.

2 comentários:

Thaizoca disse...

tive sonhos lindos essa semana...

acho que talvez seja uma aviso pra eu parar de fantasiar demais e acordar pra dura realidade...

;*

Tiago Jaime Machado disse...

as vezes eu não sonho nada, outros dias sonho demais, é uma loucura!

:*
@tiagomx